Nosso negócio

O trabalho de produtor é uma profissão exigente, que requer uma grande aptitude em se adaptar a novos métodos, mas com suavidade e bom senso.

O vinho é o resultado de um ano de trabalho, inseparável do ciclo da videira.


 
 

O crescimento

O crescimento e a poda da videira vai até março.

É ela que determina a força da vinha e o rendimento dos cachos de uva.

Findo esse período, retira-se o “palissage”, teia de arame que segura os galhos.

Novo ciclo

A videira começa então um novo ciclo: a seiva sobe pelo pé, escorre pelos galhos e pinga pelos entalhes, causados pela poda. Costuma-se dizer que a videira “chora”!

Uma observação atenta das videiras, boas condições climáticas e a implementação de um programa de tratamento contra pragas, permite obter uma grande variedade de vinhos de qualidade.

colheita

A colheita é feita manual ou mecanicamente, mas sempre respeitando os cachos e de forma rápida para não machucar as uvas e evitar oxidação.

A vinificação

É chamada de processo de vinificação, todos os passos necessários para transformar o suco de uva em vinho. Trat-se de um trabalho complexo que oferece muitas possibilidades em termos de criação de vinho.

É portanto imprescindível controlar todas essas transformações (sem o qual, seria obtido vinagre e não vinho) de uma forma rigorosa de modo a não comprometer a saúde dos consumidores ou a qualidade dos vinhos produzidos.